Alinde Odontologia

Sensibilidade dentária: causas e tratamento

24 de fevereiro de 2020

A ingestão de alimentos muito quentes ou muito frios te causa um calafrio? 

Se sua resposta for sim, provavelmente você está com sensibilidade dentária. Aquela sensação de choque quando o dente entra em contato com uma bebida quente ou gelada. É bastante incômoda, afeta a qualidade de vida e é uma queixa bastante frequente nos consultórios. 

A sensibilidade dentária pode acontecer em duas situações:

  • Erosão do esmalte: o dano a essa estrutura dentária (esmalte) faz com que o dente deixe de ser impermeável e expõe a dentina ao meio bucal.
  • Retração gengival: acontece quando a  gengiva é agredida por bactérias ou por uma escovação brusca demais, ela inflama e passa a se retrair. Ao diminuir de tamanho, esse tecido deixa parte da raiz do dente exposta.

Ambas as situações levam a exposição da dentina que é a parte do dente que tem terminações nervosas e que podem disparar sinais dolorosos, chamados de hipersensibilidade ou sensibilidade dentinária.

O que pode desencadear essa sensibilidade?

  • Dieta ácida:  frutas cítricas demais e refrigerantes, por exemplo, alteram o pH bucal. Se estiver baixo, ele abre portas para que a acidez corroa os prismas, “tijolos” que formam o esmalte dentário. Desse modo, o dente fica sem a camada de proteção.

  • Má higiene: restos de comida dão margem para a ação de bactérias que provocam a erosão do esmalte do dente levando a cáries ou retração da gengiva quando as placas bacterianas estão alojadas nessa região – aí o dente fica exposto.

  • Escovação incorreta: mão pesada na hora de escovar faz a gengiva se retrair em busca de proteção, deixando a sensível dentina descoberta.

  • Dente quebrado: uma rachadura ou o buraco de uma obturação que caiu são o suficiente para expor a dentina e provocar dor.

Como prevenir ? 

  • Visita ao dentista regularmente
    Restaurações com resina líquida substituem o esmalte perdido. Em alguns casos, tenta-se até pôr a gengiva de volta no lugar com cirurgia.
  • Escovas cerdas macias
    Há escovas disponíveis que facilitam uma higienização bucal mais delicada. Assim, a gengiva para de recuar e a dentina é preservada.

  • Enxaguante com flúor
    A substância reforça os prismas que integram o esmalte e o deixam impermeável. Já pastas específicas para sensibilidade trazem efeito anestésico, ou obliteram os canalículos da dentina exposta, reduzindo ou zerando a sensibilidade