Alinde Odontologia

Mês do combate ao câncer: tudo o que você precisa saber sobre câncer de boca

12 de fevereiro de 2020

No mês de fevereiro é celebrado o Dia Mundial do Combate ao Câncer. Apesar dos cânceres de próstata, mama e pulmão serem os mais comuns, os números crescentes de casos de câncer de boca têm alertado e exigido mais atenção e informação à população. 

De acordo com dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA), o Brasil é o terceiro país com o maior número de ocorrências de câncer de boca no mundo, com cerca de 15 mil casos por ano. 

Entenda melhor o câncer de cavidade oral: 

O que é? 

O câncer de cavidade oral, popularmente conhecido como câncer de boca, é um tumor maligno que afeta os lábios e estruturas da boca, como gengivas, bochechas, céu da boca e língua. 

Sintomas

Os principais sinais que podem ser observados são: lesões na cavidade oral ou nos lábios que apresentam problemas de cicatrização, manchas, placas vermelhas ou esbranquiçadas na língua, gengiva, céu da boca ou bochecha, nódulos e caroços no pescoço, rouquidão persistente, dificuldade na mastigação ou na fala. 

Fatores de risco

A maioria das causas do câncer de boca estão relacionadas a hábitos nocivos à saúde. Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) apontam que 90% dos casos da doença estão ligados ao consumo de cigarro e álcool. 

  • Fumo: O Hospital A.C Camargo aponta que a chance de pessoas fumantes desenvolverem câncer de boca é de seis a 16 vezes maior que as não fumantes.
  • Álcool: o consumo de bebidas alcoólicas é um fator de risco, principalmente entre os bebedores excessivos, que bebem mais de 21 doses de álcool por semana.
  • Idade: a ocorrência do câncer de cavidade oral aumenta com a idade.
  • Gênero: há maior incidência da doença em homens acima de 60 anos. É importante ressaltar que dois terços dos pacientes são homens.
  • Sexo oral: a infecção pelo HPV pode causar câncer de boca.
  • Exposição ao sol: o câncer de lábio acomete profissionais que trabalham ao ar livre e são expostos em excesso à radiação do sol.
  • Alimentação: dietas pobres em frutas, legumes e verduras também estão associadas a0 maior risco de câncer de boca. 

Tratamento

Assim como os demais tipos de câncer, o de cavidade bucal tem maior chance de cura com o diagnóstico precoce. De forma geral, o tratamento envolve cirurgia oncológica e/ ou sessões de radioterapia. A indicação de tratamento vai depender da avaliação médica do caso. 

Prevenção

Como o câncer de cavidade oral é silencioso e, muitas vezes, indolor, a avaliação periódica do dentista é fundamental para prevenir e diagnosticar precocemente a doença. A indicação é de consultas semestrais com o cirurgião-dentista da sua preferência. 

É importante ressaltar que o câncer de boca está muito relacionado ao estilo de vida do paciente, por este motivo é importante redobrar a atenção aos fatores de risco. 

*Este artigo contou com o apoio de informações oficiais do INCA, Instituto A.C Camargo e OMS.