Alinde Odontologia

Biocorrosão: como hábitos e estilo de vida impactam a saúde bucal

01 de novembro de 2019

A cárie é uma velha conhecida dos pacientes mas não são elas que têm chamado a atenção dos dentistas e sim as Lesões Cervicais Não Cariosas (LCNC)

As LCNCs são caracterizadas pela perda de estrutura dental próxima à gengiva e retração gengival provocando a hipersensibilidade dentária. Entre os tipos de Lesões Cervicais Não Cariosas está a biocorrosão que é causada por agentes químicos e bioquímicos, ou seja, pela presença de acidez bucal. 

Veja as principais causas da biocorrosão: 

  • Escovação: o tipo de escova e a força aplicada na escovação são fatores que contribuem para o desgaste da estrutura dentária. Uma outra questão que vale ser pensada é: qual a hora certa para escovar os dentes? Se você escova logo após as refeições é preciso ficar atento, pois o ideal é esperar que a acidez da boca diminua. Portanto, dê um espaço de 30 minutos entre a refeição e a higienização.
  • Roer unhas: pequenos hábitos que parecem inofensivos são prejudiciais e fatores de risco para a biocorrosão.
  • Alimentação ácida: a busca por um estilo de vida mais saudável vem acompanhado por uma dieta ácida, ou seja, excesso de frutas e sucos cítricos, iogurtes, vinagres, vegetais e energéticos. Esses alimentos são nocivos à saúde bucal, pois têm alto poder de corrosão.
  • Estilo de vida: o estilo de vida também pode impactar a saúde bucal do paciente, pois o estresse diário pode provocar alterações gástricas, como o refluxo e gastrite, fatores responsáveis por aumentar a acidez bucal.
  • Tabagismo: os malefícios do cigarro impactam a saúde como um todo e a saúde bucal não fica de fora. Além de escurecer os dentes, o cigarro provoca inflamações gengivais. 

As perdas de estrutura podem ser reparadas, mas é muito importante que você converse com seu dentista para juntos, definirem quais as mudanças necessárias para uma boca saudável.